O Sistema Solar é normalmente associado aos seguintes corpos: Sol (a única estrela) e os 8 planetas que orbitam em seu redor (Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno).

Figura 1 - Principais astros do Sistema Solar: o Sol e os oito planetas. A distância entre os planetas e o Sol não se encontra à escala.
Figura 1 - Principais astros do Sistema Solar: o Sol e os oito planetas. A distância entre os planetas e o Sol não se encontra à escala.

 

Constituição do Sistema Solar

O Sistema Solar não é apenas o conjunto da sua estrela, Sol, com mais oito planetas: é também constituído por planetas-anões (como Plutão), satélites naturais de alguns planetas, cometas, asteroides e poeiras.

Na Figura 2 estão identificados os seguintes astros: Mercúrio (a amarelo), Vénus (a azul), Terra (a verde), Marte (a vermelho), a Cintura de Asteroides (mancha a amarelo) e Júpiter (a laranja).

Figura 2 - Nesta figura encontram-se marcadas as órbitas dos planetas interiores, a cintura de asteroides e a órbita de Júpiter (a cor de laranja).
Figura 2 - Nesta figura encontram-se marcadas as órbitas dos planetas interiores, a cintura de asteroides e a órbita de Júpiter (a cor de laranja).

 

A Cintura de Asteroides faz a divisão entre os planetas interiores (Mercúrio, Vénus, Terra e Marte) e os planetas exteriores (Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno). Apesar de ser muito vasta é pouco densa, sendo a sua massa total aproximadamente 4% da massa da Lua.

Todos os planetas interiores são também planetas rochosos,  e todos os planetas exteriores são planetas gasosos.

Na Figura 3 estão representados os planetas Júpiter (a laranja), Saturno (a amarelo), Urano (a verde), Neptuno (a azul) e o planeta-anão Plutão (a roxo). No canto superior direito está indicada a localização  do cometa Sedna (a vermelho).

Figura 3 - As órbitas dos planetas exteriores e de Plutão (a cor roxa) estão em evidência. O quadrado cinzento, no centro, representa a Figura 2.
Figura 3 - As órbitas dos planetas exteriores e de Plutão (a cor roxa) estão em evidência. O quadrado cinzento, no centro, representa a Figura 2.

 

Ainda mais longe do Sol é possível encontrar corpos que fazem parte do Sistema Solar.

Cintura de Kuiper

Esta segunda cintura de asteroides constituída poe objetos de pequenas dimensões encontra-se a uma distância entre 20 a 50 ua do Sol. O planeta anão Plutão orbita o Sol dentro desta zona.

Sedna, descoberto a 14 de novembro de 2003 por Michael E. Brown, Chad Trujillo e David L. Rabinowitz, é um dos objetos do Sistema Solar. Como se pode ver na Figura 4, onde está representada a sua órbita e também a parte central do Sistema Solar (dentro do quadrado cinzento), este objeto tem uma órbita muito excêntrica que vai para além da de Plutão.

Figura 4 - A vermelho está representada a órbita do cometa Sedna. O quadrado cinzento representa a figura anterior, Figura 3.
Figura 4 - A vermelho está representada a órbita do cometa Sedna. O quadrado cinzento representa a figura anterior, Figura 3.

 

Nuvem de Oort

A Nuvem de Oort (mancha azul da Figura 5) marca o fim do Sistema Solar. Esta nuvem é um enorme conjunto de objetos (talvez cerca de 100 mil milhões) constituídos principalmente por gelos. Será desta parte mais exterior do Sistema Solar que são originários os cometas.

Esta "nuvem" foi descoberta por Jan Hendrik Oort no ano de 1950 numa tentativa de explicar as órbitas de elevada excentricidade (muito alongadas) dos cometas.

Na Figura 5, a órbita do Sedna (já referida na Figura 4 e marcada a vermelho) encontra-se dentro do quadrado cinzento.

Figura 5 - Nuvem de Oort (a azul) e a órbita do Sedna.
Figura 5 - Nuvem de Oort (a azul) e a órbita do Sedna.

 

A dimensão total do Sistema Solar é de cerca de 200 000 ua de diâmetro (Figura 6).

Figura 6 - Tamanho do Sistema Solar (Imagem retirada do site Portal do Astrónomo). No centro, a vermelho, está indicado o tamanho do Sistema Solar central: Sol e planetas.
Figura 6 - Tamanho do Sistema Solar (Imagem retirada do site Portal do Astrónomo). No centro, a vermelho, está indicado o tamanho do Sistema Solar central: Sol e planetas.

 

Formação do Sistema Solar

O Sistema Solar foi formado a partir de uma enorme nuvem de poeiras e gases. A contração desta nuvem, que se terá iniciado há cerca de 4600 milhões de anos, terá originado mais tarde uma estrela - o Sol, tendo o restante material envolvente formado os restantes corpos que atualmente giram em torno do Sol.

A Origem do Sistema Solar [© Instituto Geofísica da Universidade de Coimbra]
A formação do nosso sistema solar [© Prisma]
O Nosso Universo - Episódio 3: Sistema Solar [© Sociedade Portuguesa de Astronomia]
Solar System Scope
If the Moon Were Only 1 Pixel [Tem tradução para português] 
Inner Solar System Live [© Solar System Live] 
Solar System Live [© Solar System Live] 
Solar System Dynamics [© NASA/JPL] 
Solar System Scale Model Calculator 

 

Bibliografia:
http://www.ccvalg.pt/astronomia/newsletter/n_1532/n_1532.htm, 03/06/2019.